Pelas costas, Marconi manda PSDB-GO votar pelo impeachment

O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), está em silêncio sobre o processo de impeachment contra a presidente Dilma Rouseff (PT)

 Em maio, em Goiânia, no lançamento das obras do BRT Norte-Sul, o tucano disse aos gritos que Dilma foi “reeleita legitimamente para o cargo” e que o impeachment seria "um golpe". Agora, quando a presidente se vê na berlinda, o tucano fecha o bico e, nos bastidores, trabalha fortemente pelo impeachment. Tanto que todos os seis deputados federais do PSDB de Goiás já declararam voto favorável ao impeachment. 

Ao contrário de Marconi, que tem uma opinião em público e outra nos bastidores, os governadores do Nordeste do Brasil se posicionaram claramente contra o impeachment. Em nota divulgada, eles afirmaram que “a decisão de abrir o tal processo de impeachment decorreu de propósitos puramente pessoais, em claro e evidente desvio de finalidade” e disseram que “estarão mobilizados para que a serenidade e o bom senso prevaleçam.”

Postar um comentário

0 Comentários