O Bonequinho, de Paulo Leme Filho é lançado em São Paulo

Advogado usa sua própria história para promover o entendimento sobre a doença do alcoolismo e apoiar diversas formas de abordagem terapêutica

Dia de autógrafos no lançamento do Livro "O Bonequinho" com Paulo Leme Filho


O lançamento do livro O Bonequinho, de Paulo Leme Filho, movimentou a Livraria Cultura, em São Paulo. Amigos, familiares e novos leitores aproveitaram a presença do autor para conversar sobre dependência química, em especial alcoolismo, e suas formas de superação. O advogado, em sobriedade há 27 anos, não esconde ter passado pelo problema. Pelo contrário. Faz da sua própria história um motivo para engajar as pessoas promovendo o entendimento sobre a doença, suas consequências e apoiando diversas formas de abordagem terapêutica.

Neste seu quinto livro, Leme Filho traz informações que mostram a relação entre o sofrimento mental de jovens e a dependência química por meio de uma visão espírita. “Acredito que a experiência de quem precisou se encarar em um contexto de dependência química pode ser aproveitado para a superação de outras dificuldades não menos graves, como as que vemos atualmente entre crianças e adolescentes”, reitera o advogado.

Na livraria, muitos foram para parabenizar o autor pela campanha de conscientização sobre um problema que afeta toda a sociedade. De acordo com a pesquisa Vigitel 2021, do Ministério da Saúde, o padrão de consumo de 18,4% da população brasileira é de bebedor abusivo, ou seja: ingeriu mais de quatro doses de álcool num dia. Entre os homens, esse percentual é de 25,6% e entre as mulheres é de 13,3%. O mesmo inquérito apurou que 26,4% dos brasileiros costumam beber ao menos uma vez por semana.

O livro está disponível para venda on-line pelo site da editora: https://www.livrariascortecci.com.br/detalhes.php?prod=10009&friurl=_-O-BONEQUINHO--Paulo-Leme-Filho-_&kb=808

Sobre o autor

Paulo Leme Filho, paulistano de 52 anos, é graduado em Direito pela USP, com MBA em Gestão da Saúde pela FGV-SP. Advogado militante e pai de dois filhos, ele escreveu, junto com seu pai, Paulo de Abreu Leme, o livro “A Doença do Alcoolismo”, lançado em 2015. Em abstinência absoluta de álcool e outras drogas há 27 anos, Paulo se converteu ao espiritismo em março de 2020. Hoje divide seu tempo entre a convivência com os filhos, a atividade profissional, a realização de trabalhos no campo assistencial e o estudo da Doutrina Espírita.         

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Últimas