HCN promove Semana da Prematuridade para conscientização da população

Unidade do governo de Goiás, em Uruaçu, realizou palestras e produziu um ensaio fotográfico com bebês prematuros da UTI Neonatal

HCN - Hospital Estadual do Centro-Norte Goiano | Dia Mundial da Prematuridade | Maternidade
Equipe da UTI Neonatal do Hospital Estadual do Centro-Norte Goiano com mães de bebês prematuros internados na unidade

 

No dia 17 de novembro é comemorado o Dia Mundial da Prematuridade, data que visa destacar a importância de conscientizar a população sobre os desafios enfrentados pelos bebês prematuros e suas famílias. Sendo referência em casos de média e alta complexidade no estado de Goiás, o Hospital Estadual do Centro-Norte Goiano(HCN) promoveu palestras direcionadas às mães, abordando os cuidados essenciais após a internação com bebês prematuros e enfatizando o valor do papel materno no tratamento hospitalar dos recém-nascidos, reforçando a importância do contato pele a pele.

Segundo a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), aproximadamente 30 milhões de bebês nascem prematuramente a cada ano no mundo todo. A prematuridade é uma realidade global que afeta milhões de bebês, colocando-os em risco de complicações de saúde a curto e longo prazo. Esse dia importante visa sensibilizar as pessoas para a necessidade de cuidados especiais e apoio às famílias que passam por essa experiência única e desafiadora.

Pensando nisso, o HCN, unidade do governo de Goiás administrada pelo Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento (IMED), organizou a Semana da Prematuridade com palestras para as mães da UTI Neonatal do hospital. Além das palestras, também foi produzido um ensaio fotográfico com os bebês prematuros, que posaram como personagens para chamar a atenção à importância de prevenir partos prematuros evitáveis e garantir a equidade no acesso à saúde e justiça social para prematuros e suas famílias.

Dentre as palestras promovidas pelo hospital, foram abordados diversos temas como: Introdução à prematuridade e complicações causadas pela prematuridade, com a médica Dra. Letícia Gonzalez Gutierrez; Cuidados com o prematuro pós-internação, com a enfermeira Ana Caroline Ribeiro; Método canguru e desenvolvimento motor, com a fisioterapeuta Lívia Beatriz de Sousa; Aleitamento materno e desenvolvimento da linguagem, com a fonoaudióloga Lorena Carmo de Oliveira, e Vínculo afetivo, com a psicóloga Marla Cristina Dourado.

“É importante entender que o parto prematuro ocorre antes da 37° semana de gestação, privando o bebê do tempo necessário para se desenvolver completamente, podendo levar a complicações respiratórias, cardíacas e neurológicas, prejudicando o crescimento e desenvolvimento do bebê. A conscientização da população sobre o pré-natal é essencial para reduzir os partos prematuros e a mortalidade infantil”, ressalta a coordenadora de enfermagem da UTI Neonatal do HCN, Ana Caroline Jacinto.

 

Centro Obstétrico de ponta

Além da UTI Neonatal, o HCN possui um Centro Obstétrico com equipe especializada para atendimento de gestantes e recém-nascidos de alto risco e conta com um Pronto-Socorro dedicado à assistência de gestantes e puérperas, além de atender casos ginecológicos e oncoginecológicos, garantindo a individualidade de cada mulher e humanização no atendimento. 

Sua equipe multiprofissional conta também com médicos ginecologistas-obstetras, anestesiologistas, pediatras, enfermeiras obstetrizes, psicólogos, dentre outros, que realizam todo o processo de partejar em conjunto com a equipe multidisciplinar. Há também a equipe da neonatologia, que já realiza o atendimento na sala de parto, e um ambulatório que faz o pré-natal e exames como cardiotocografia e ultrassonografia.

A unidade obstétrica possui 4 salas de PPP - pré-parto, parto e pós-parto - para os cuidados do puerpério, 2 salas para gestantes de alto risco, sala de recuperação pós-anestésica, 3 salas de centro obstétrico com materiais e equipamentos de última geração para realização de partos cesarianos, laqueadura, curetagem, entre outros procedimentos inerentes à assistência à saúde da mulher.

 

Novembro Roxo

Neste mês, destaca-se também a campanha Novembro Roxo, uma iniciativa que busca chamar a atenção para a prematuridade e suas consequências. O roxo simboliza a sensibilidade e a solidariedade com as famílias que enfrentam a jornada da prematuridade. A campanha visa não apenas informar sobre os riscos e desafios enfrentados pelos bebês prematuros, mas também arrecadar fundos para pesquisas e programas de apoio às famílias, visando melhorar a qualidade de vida dessas crianças e promover a conscientização sobre a importância do pré-natal adequado.

A data e a campanha não apenas destacam a vulnerabilidade dos bebês prematuros, mas também enfatizam a importância da saúde materna e do acompanhamento médico durante a gravidez. Educar a população sobre medidas preventivas, como a realização de consultas pré-natais regulares e a adoção de hábitos saudáveis durante a gestação, é fundamental para reduzir a incidência de partos prematuros e melhorar o prognóstico dos bebês que nascem antes do tempo.

 

 

Assessoria de Comunicação do HCN

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Últimas