Simulado para emergência é realizado na área da Hidrelétrica de Igarapava

 

Moradores de Uberaba, Delta e Igarapava participaram do treinamento

 

A Usina Hidrelétrica de Igarapava realizou na manhã de 16 de setembro mais um simulado bem-sucedido, mobilizando centenas de pessoas dos municípios de Igarapava, Delta e Uberaba. O objetivo foi capacitar a comunidade residente nas Zonas de Auto Salvamento (ZAS) da Usina Hidrelétrica de Igarapava para saberem agir em casos de emergências e também avaliar o tempo de resposta e a eficácia dos planos de evacuação. Centenas de pessoas das três regiões aderiram voluntariamente ao treinamento, que envolveu o trabalho conjunto de mais de 100 profissionais, entre autoridades, órgãos de fiscalização e defesa, voluntários e moradores de áreas próximas aos 28 pontos de encontro localizados ao longo de 12 KM às margens do Rio, consideradas áreas de risco. Aproximadamente quatro mil pessoas residem nas zonas de auto salvamento, segundo levantamento conjunto feito pela Usina Hidrelétrica de Igarapava, Defesa Civil e Corpo de Bombeiro.

Dinâmica

Às 8h da manhã o grupo de trabalho se reuniu no Centro de Comando Geral, montado no Centro de Eventos de Delta, para repassar as últimas instruções. Grupos foram divididos e designados aos pontos de encontros. Precisamente às 10 horas, as 13 sirenes foram acionadas simultaneamente. A população das áreas previamente informadas, dos três municípios, seguiu pelas rotas de fuga para os pontos de encontro pré-definidos. Em seguida, os moradores participantes responderam a um questionário para avaliar a ação, receberam um kit com informações e também tiraram dúvidas sobre o simulado. 

Os comerciantes Cleber Capolis foi um dos que aderiu ao treinamento. “A ação foi muito importante, tanto pra gente que frequenta os ranchos quanto para os que moram aqui. Ouvimos bem a sirene. Eu já participei outras vezes", disse.

Quem também aproveitou a oportunidade de ser treinado foi o senhor Osmani Lucheta. Ele contou que o simulado foi muito bem-organizado e coordenado. “Não sou daqui, mas participei, vi as placas e achei a estrada muito bem-sinalizada para dar tempo de chegamos ao ponto de encontro. No caso de rompimento de barragem, a gente consegue entender os pontos e ficar livre de acidentes”, afirmou.   

De acordo com o capitão do 8º Batalhão de Bombeiros Militares de Uberaba, Marcelo Bosco, o simulado formaliza um trabalho árduo que é desenvolvido há vários anos. “A realização desse simulado tem foco principal na evacuação das pessoas que poderiam ser atingidas no caso de rompimento da barragem. Sempre deixo claro quer barragem é muito segura, contudo, este treinamento pode servir para outras emergências que por acaso acontecerem na região. É muito importante exercitar um trabalho conjunto entre as instituições públicas e privadas, condicionando a população a ter um comportamento preventivo. Unimos as instituições para treinar a capacidade de resposta para que em outras situações, como acidentes químicos e incêndios, esse projeto também nos auxilie na condução dessas urgências e emergências. Trabalhar com prevenção é uma luta diária, mas estamos conseguindo ampliar e inserir na sociedade a importância da prevenção para reduzir ao máximo incidentes e ter área mais resiliente”, afirmou Bosco. 

Balanço positivo 

O gerente geral do Consórcio Igarapava, Cláudio Antônio da Silva, salientou que o exercício é uma experiência que leva à comunidade a credibilidade do trabalho realizado pela Hidrelétrica. “É uma ação ímpar não apenas para contingência da usina como outras que a sociedade possa viver. Na vida tudo é aprendizado. Fizemos um simulado em 2019 e, agora, repetimos com balanço positivo, graças às forças que atuam na condição de contingência que estiveram engajadas. Tivemos insights valiosos para melhorar a resposta a emergências na região. Agora, vamos pegar essas informações e trabalhar o que precisamos melhorar, fazer levantamento estatísticos de população, cruzar isso com cadastramento que fizemos, cruzar com regiões com maior ou menor participação da população para aprimorarmos”, disse.

Para o coordenador regional da Defesa Civil de Minas Gerais, subtenente Lino Junior, o simulado cumpre o que foi proposto no Plano de Ação de Emergência e tem o propósito maior da prevenção e preservação da vida. "Com esse treinamento, a população tem condições de ter resposta em tempo hábil nas zonas de auto salvamento. É bom para que todos saibam o que fazer, para onde descolocar, por isso, existem rotas de fugas e pontos de encontro”, afirmou Lino.

A tenente Paloma Santana Prado, do Corpo de Bombeiros de Franca (SP), também fez um balanço positivo do treinamento. “É de suma importância, pois prepara a população para situações de risco. A troca de experiência entre outras instituições é muito rica porque cada um acrescenta com um ponto diferente, sem contar que em caso de um sinistro real, nós temos os contatos de todos em mãos para agirmos de forma rápida.” 

Sobre o simulado

O objetivo foi capacitar a população de Delta e das zonas rurais de Uberaba e Igarapava (SP) que vivem às margens do Rio Grande para atuação em caso de emergências e testar as rotas de fuga e sistema de alerta (sirenes) já implementados em 2019. A atividade foi promovida pelo grupo de trabalho composto pelas Defesas Civis Municipais de Delta, Uberaba e Igarapava, Defesas Civis Estaduais de MG e SP, Corpo de Bombeiros de MG e SP, Polícia Militar e Federal dos estados de MG e SP, Usina Hidrelétrica de Igarapava, Tiro de Guerra de Igarapava, Delta Sucroenergia, Raízen e a população localizada à jusante da UHE Igarapava. 

Sobre a Usina Hidrelétrica de Igarapava

A Usina Hidrelétrica de Igarapava está localizada no Rio Grande, entre os municípios de Igarapava e Rifaina em São Paulo, Conquista e Sacramento em Minas Gerais. Formada por 5 unidades geradoras, com capacidade instalada total de 210 MW, a usina foi pioneira no Brasil na utilização dos grupos turbogeradores tipo “Bulbo”, desenvolvidos com o objetivo de tornar técnica e economicamente viável o aproveitamento de baixas quedas na geração de energia elétrica.



Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Últimas