Estudantes aprendem técnica de animação em Stop Motion no Trakinagem

  

 

Entre os dias 7 de agosto e 26 de setembro, os alunos da Estação Vida e do Instituto de Formação Vamos Crescer (IFVC) irão participar de oficinas de cinema oferecidas pelo projeto Trakinagem Cinema e Educação. O trabalho criativo com as imagens em movimento acontecerá às segundas e terças-feiras, das 13h às 16h30.

 

O projeto, que é patrocinado pelo Instituto Algar, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais e realizado pela produtora O Sopro do Tempo, oferece oficinas que visam iniciar estudantes na construção de narrativas com a técnica de animação Stop Motion, em que a filmagem é feita quatro a quatro, foto por foto. O propósito das oficinas é implementar de forma prática, exercícios simples de criação da imagem em movimento realizados de forma coletiva com os alunos. Para isso, as decisões do que e como filmar serão compartilhadas, desde a elaboração do roteiro e passando pela produção das imagens, assim como a edição e finalização do filme. É um trabalho colaborativo onde todos dão ideias, participam e aprendem.

 

Os filmes que serão criados através da técnica Stop Motion visam, sobretudo,  ampliar  as percepções dos participantes sobre o cinema e a realidade sociocultural dos seus cotidianos, tornando-os espectadores mais críticos diante da diversidade de narrativas audiovisuais que lhe são oferecidas pela internet e pela televisão. 

 

O instrutor do Trakinagem, Cristiano Barbosa, explica que a técnica animação Stop Motion (movimento parado) é muito difundida no meio cinematográfico. “É bastante usada tanto em desenhos animados quanto em filmes com atores reais. Na prática, utiliza-se a disposição sequencial de objetos inanimados, como foto, massinha, vídeo-poemas para simular o movimento. Estas fotografias são chamadas de quadro a quadro, com o objeto sofrendo uma leve mudança de lugar para dar a ideia de movimento. Quando se faz filme já captamos imagens em movimento. Já nessa técnica é quadro a quadro. Colocamos no software e intercalamos a animação. Na verdade, o movimento desta técnica cinematográfica nada mais é que uma ilusão de ótica”, afirma.

 

Prática 

O projeto, que está em sua 5ª edição, já passou no primeiro semestre deste ano pela Creche Comunitária Associada de Uberlândia (CCAU) do bairro Canaã e Associação Desenvolvendo Vida e Missão (ADVEM) com gênero Ficção e na Periferarte e no ABC do Glória, com gênero "Documentário". Para finalizar, de outubro a dezembro, o trabalho acontecerá no Lar Espírita e ADVEM com o gênero “Experimental”. Ao final de cada bimestre, os curtas desses alunos também são exibidos em uma sessão especial de cinema, onde os participantes podem conferir o resultado final ao lado de familiares, amigos e colegas, e também recebem troféus de participação.  

 

Até dezembro, a meta do Trakinagem é alcançar 160 alunos, em oito oficinas, com carga horária de 24 horas/aula, cada, em sete diferentes instituições da cidade. Serão produzidos durante as atividades, no mínimo dois curtas-metragens em cada gênero cinematográfico trabalhado (Documentário, Animação, Ficção e Experimental), resultando em no mínimo 16 filmes de curta duração. Após a finalização dos encontros, será produzido um webnário com o objetivo de avaliar as aprendizagens ocorridas e as potencialidades de multiplicação da metodologia do projeto para mais jovens e educadores de Minas Gerais e todo o Brasil.   

 

Sobre o Instituto Algar  

Há mais de duas décadas, o Instituto Algar se dedica a contribuir com o desenvolvimento de pessoas. De forma colaborativa, unimos esforços e instituições para desenvolver a comunidade, por meio da educação, do esporte, da cultura e do voluntariado. Enxergar o potencial de cada criança, adolescente e jovem dos nossos programas sociais é o que nos inspira. Nessa trajetória, mais de meio milhão de vidas já foram transformadas. Instituto Algar; conectando pessoas às oportunidades.  

 

Sobre a produtora O Sopro do Tempo  

Produtora de cinema e audiovisual criada em 2009 na cidade de Uberlândia que conta com diversos filmes exibidos e premiados em diversos festivais no Brasil e no exterior. Na sua filmografia consta 16 filmes de curta metragem (13 ficção e 3 documentários), 06 filmes de longa metragem (1 ficção e 5 documentários) e 01 Série para TV com 10 episódios. É também realizadora das mostras de cinema Contorno – Cinema Independente e da Borda, e do Trakinagem Cinema e Educação, visando educação, formação de público e o fomento da cadeia produtiva do cinema. Saiba mais em: www.osoprodotempo.com.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Últimas