HEF realiza terceira captação de órgãos para transplantes

 Procedimento realizado na unidade do Governo de Goiás resulta em captação de rins que irão beneficiar duas pessoas que estão na lista de espera

IMED - Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento | HEF | Captação de órgãos
Mais um momento emocionante no HEF com a terceira captação de órgãos

Hospital Estadual de Formosa Dr. César Saad Fayad (HEF), unidade do Governo de Goiás, realizou sua terceira captação de órgãos nesta quinta-feira (25/05) com apoio da Força Aérea do Corpo de Bombeiros. Rins foram doados por uma paciente de 42 anos que teve morte encefálica após um acidente vascular cerebral (AVC).

A gerente de Transplantes da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Katiuscia Freitas, reforça a importância das equipes hospitalares estarem envolvidas e preparadas para esse processo. “Essa doação garante que pessoas na fila de espera possam ser atendidas com a realização do transplante. Estamos capacitando profissionais nos hospitais para que estejam aptos para a abordagem nestes momentos”, garante. Os rins serão destinados para pacientes do estado de Goiás.

O processo de captação de órgão se inicia na identificação e manutenção do potencial doador após o diagnóstico de morte encefálica e entrevista familiar. Entretanto, o acolhimento da família é fundamental para uma afirmação positiva de doação. “A conscientização da população sobre a importância da doação de órgãos é fundamental. Em um momento de dor e sofrimento a possibilidade de transformar novas vidas com um gesto como esse, faz dos familiares verdadeiros heróis. Nosso eterno respeito” afirma o coordenador médico da UTI, Dr. Oliver Vilanova.

A equipe médica do hospital prestou toda assistência, realizando exames clínicos e de imagem, chegando à conclusão da morte encefálica do paciente, explicou a coordenadora de enfermagem da UTI do hospital, Bruna Soares. “Cada processo de acolhimento é único e nosso trabalho é sermos ponte para   o sim como expressão de generosidade e ressignificação do luto. A doação é um ato de amor e compaixão que salva vidas”, ressalta Bruna.

“Nosso hospital é 100% SUS e a importância de cada captação feita é macro. A nossa equipe de Formosa recebe toda a população do município e região e muito se orgulha, por cada vida que na ocasião podem ser salvas por cada família que se sente sensibilizada e por cada órgão que captamos”, conclui a gestora do HEF, Ana Brito.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Últimas