Hetrin, HEF e HCN recebem auditoria do Curso de Manchester

 O curso prático de Manchester é a segunda etapa do processo de certificação dos profissionais dos hospitais junto ao Grupo Brasileiro de Classificação de Risco

Implementação do Sistema Manchester aos profissionais dos hospitais junto ao Grupo Brasileiro de Classificação de Risco (GBCR) 

Nos dias 20, 22 e 24 de março, os hospitais estaduais de Trindade (Hetrin), Formosa (HEF) e Centro-Norte Goiano (HCN) realizaram um treinamento prático do curso de Classificação de Risco pelo Sistema Manchester. Durante a capacitação, a instrutora do Grupo Brasileiro de Classificação de Risco (GBCR), Gabriela Fontoura Lana Nascimento de Alvarenga, acompanhou os classificadores na sala de triagem. A ação teve como objetivo nivelar o conhecimento, observar na prática como a classificação de risco está sendo realizada e sanar dúvidas quanto à metodologia implementada pelo Sistema Manchester.

O curso prático de Manchester é a segunda etapa do processo de certificação dos profissionais junto ao Grupo Brasileiro de Classificação de Risco (GBCR).

O protocolo de Manchester é uma ferramenta de manejo clínico empregada nos serviços de urgência que classifica os usuários da unidade de saúde de acordo com sua gravidade. A classificação correta é importante para que os atendimentos sejam feitos no tempo adequado para cada caso, oferecendo maior eficiência à prestação dos serviços.

Segundo a enfermeira de Educação Permanente, Roseli Lopes, que lidera a capacitação, a Classificação de Risco pelo Sistema Manchester representa uma evolução por permitir melhores estratégias de atendimento, e também por contribuir para solução de problemas no atendimento em serviços e sistemas de atenção às urgências.


Assessoria de Comunicação/Imed

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Últimas