HCN realiza prova para Residência Médica com mais de 65 inscritos

         O processo seletivo visou o preenchimento de quatro vagas para Clínica Médica e quatro vagas para Cirurgia Geral



Recentemente aconteceu a primeira etapa do processo seletivo para o programa de Residência Médica no Hospital Estadual Centro-Norte Goiano (HCN). Essa fase consistiu em uma prova objetiva de conhecimentos da área, realizada pela Comissão de Residência Médica do hospital (COREME/HCN), com o apoio da Comissão Estadual de Residência Médica de Goiás (CEREM-Goiás). 

O processo seletivo foi realizado visando o preenchimento de quatro vagas para Clínica Médica, com período de duração de dois anos, e mais quatro vagas para Cirurgia Geral, com duração de três anos.

“Foram 67 inscritos no total para os programas de Cirurgia Geral e Clínica Médica. Ficamos bem satisfeitos com a alta procura”, afirma a Dra. Érika Ortolan, coordenadora da COREME do HCN e Diretora Médica do Instituto de Medicina, Estudos e Desenvolvimento (IMED), organização que gere o hospital. O início dos programas de residência médica no HCN representa mais uma etapa no plano de tornar o hospital um polo não só de saúde, como também de ensino no estado de Goiás. 

Na prova, os candidatos interessados em realizar residência médica no HCN tiveram que responder 50 questões objetivas sobre conhecimentos médicos nas grandes áreas de Clínica Médica, Cirurgia Geral, Ginecologia e Obstetrícia, Pediatria, Medicina Geral de Família e Comunidade e Saúde Pública. Os resultados da primeira etapa foram divulgados no dia 10/02 e os residentes que obtiveram aproveitamento mínimo de 50% na prova passaram para a próxima etapa, que consistia em análise curricular. 

Os critérios para a análise de currículo foram dispostos no edital do processo seletivo, com os respectivos pesos de cada item, e a segunda etapa se encerrou no dia 14/02. O resultado final do processo seletivo foi publicado no dia 17 de fevereiro no site da CEREM-Goiás: http://www.ceremgoias.org.br/

Após encerramento do processo seletivo, foram selecionados oito médicos para realizarem sua residência no HCN, que está prevista para começar no dia 06 de março. Serão 4 residentes para Clínica Médica, orientados pela Dra. Júlia Carolina Batista, e 4 residentes para Cirurgia Geral, orientados pelo Dr. Virgílio Cardoso Moreno. 

A expressão “residência médica” só pode ser empregada em programas que sejam credenciados pela Comissão Nacional de Residência Médica (CRNM), como aconteceu com os programas em Cirurgia Geral e Clínica Médica do HCN.

Segundo a coordenadora do COREME/HCN, a residência médica é considerada a forma de especialização mais eficiente do Brasil. “É uma modalidade de pós-graduação, com aprendizado supervisionado em serviço que, ao seu final, confere ao médico o título de especialista naquela área”, afirma Dra. Érika Ortolan.

Além disso, os hospitais que possuem residentes têm como característica a necessidade de preceptores sempre atualizados, aptos ao ensino, o que sem dúvida beneficia o hospital. Pesquisas mostram que um dos fatores que fixam o médico no local de trabalho, de acordo com a Dra. Érika Ortolan, é a opção por permanecer na região que realizou sua residência médica. 

“Temos o plano de expandir os programas de residência médica para outras especialidades, e também já temos aprovado os programas de residência multiprofissional que deverão ter início no próximo ano. Esperamos que, em alguns anos, graças a esses programas de residência, tenhamos maior oferta de profissionais especialistas no Centro-Norte goiano”, conclui a diretora médica.

O IMED incentiva o conhecimento e especialização de todos seus colaboradores e agora também dos futuros médicos residentes. Dessa forma, foram gravadas aulas sobre procedimentos cirúrgicos com a Dra. Érika Ortolan, tanto para os residentes do HCN e como também para a educação continuada dos colaboradores de todos os hospitais geridos pelo IMED. 


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Últimas