Comper

Ibaneis manda trocar o pavimento da via Estrutural: sai asfalto entra concreto e ferro

Por determinação do governador Ibaneis Rocha (MDB), o GDF vai investir R$ 55 milhões para trocar pavimento da DF-095. Já na próxima segunda-feira (17), a rodovia terá intervenções pontuais no trânsito devido à preparação da pista de rolamento para o começo das obras


Fotos: Marcelo Oliveira.

Intervenções pontuais e de caráter provisório ocorrerão na DF-095 (Estrada Parque Ceilândia – EPCL), a partir da próxima segunda-feira (17), a fim de preparar a pista de rolamento para o começo das obras de recuperação asfáltica – nas quais serão investidos aproximadamente R$ 55 milhões. Será dado início à retirada de meios-fios e defensas metálicas do canteiro central para permitir a execução dos trabalhos.

Durante esse período, os serviços ocorrerão fora do horário de pico, das 9h às 16h, para evitar mais transtornos aos motoristas que trafegam pela região. No resto do dia, o trânsito fluirá normalmente sem nenhuma alteração.

"O tipo de pavimento que vai ser implantado tem durabilidade maior, com 20 anos de resistência. O novo material trará mais segurança e comodidade aos milhares de motoristas e pedestres que circulam pela rodovia"Fauzi Nacfur Júnior, presidente do DER-DF

O Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF) recomenda aos condutores, ciclistas e pedestres que circulam pelo local que redobrem a atenção nessa etapa e trafeguem com cautela, a fim de evitar acidentes ou situações de risco.

O DER-DF esclarece que as próximas etapas da obra serão informadas à população, com antecedência, à medida que os serviços forem avançando a fim de evitar transtornos e para que todos tenham condições de se preparar e buscar rotas e horários alternativos.

Cerca de 100 operários estarão envolvidos na troca do pavimento asfáltico, existente atualmente nesta rodovia distrital, por pavimento de concreto, ao longo das seis faixas de rolamento existentes em um trecho de 24 km (somados os dois sentidos).

Quando estiver concluída, a obra vai beneficiar os quase 120 mil motoristas que trafegam pela DF-095, oriundos das cidades de Taguatinga, Ceilândia, Brazlândia, Vicente Pires e Águas Lindas. Além disso, as obras também incluem a execução do sistema de drenagem, a sinalização horizontal e vertical, além de obras complementares, paisagismo e canteiro de obras.

"O tipo de pavimento que vai ser implantado tem durabilidade maior, com 20 anos de resistência. O asfalto atual apresenta rachaduras e afundamentos, em grande parte causados pelo excesso de carga dos caminhões. O novo material trará mais segurança e comodidade aos milhares de motoristas e pedestres que circulam pela rodovia", explicou o presidente do DER-DF, Fauzi Nacfur Júnior.

Morador de Taguatinga, o aposentado João Bosco Santana, comemora a realização da obra que vai melhorar as condições de tráfego na rodovia. "Felizmente, o asfalto aqui na Estrutural será trocado. Eu passo por aqui há muito tempo e esperava por esta boa notícia que veio agora na reta final do ano", celebrou.

Conheça as 9 razões que fazem o concreto ser mais competitivo do que o asfalto
São elas:

1. Desempenho e durabilidade
O concreto não sofre as deformações típicas do pavimento asfáltico. Também não amolece quando esquenta. No prazo mínimo, o pavimento rígido presta serviço de 20 anos contra o máximo de 10 anos do asfalto.

2. Economia e custo
Desde 2018 caiu o paradigma de que o pavimento de concreto é mais caro. A matéria-prima do pavimento asfáltico encareceu absurdamente.

3. Análise de longo prazo
Considerando o pavimento rígido para rodovia, com espessura de 25 centímetros, no primeiro ano de execução ele já se torna 16% mais competitivo do que o asfalto. Ao longo de 20 anos, esse percentual pode chegar a 41%.

4. Economia de combustível da frota circulante
Para veículos pesados, o pavimento de concreto oferece economia de até 20%.

5. Tempo de execução
O Brasil possui atualmente 30 pavimentadoras de concreto que podem ser deslocadas para qualquer região do país. Em 1998, havia apenas duas.

6. Segurança do usuário
O pavimento rígido possibilita menor distância de frenagem. Na superfície molhada, chega a 40%. Por ter melhor refletância, permite que a via ou a rodovia receba 30% a menos de postes.

7. Redução de ilhas de calor
Há redução comprovada de até 5 °C no ambiente. O recorde mundial foi registrado no Arizona-EUA, onde se chegou a 11 °C de redução.

8. Projetos mais precisos
O pavimento de concreto tem uma execução e um controle de obra mais rigorosos. Os projetos executivos são inspecionados em cada uma das etapas: lançamento e espalhamentos, adensamento e acabamento, texturização e cura e selagem.

9. Controle tecnológico
Atualmente, os corpos de provas em pavimento rígido são prismáticos. Além disso, existe uma normalização atualizada para todos os tipos de pavimento de concreto, que levam em consideração espessura, resistência e conforto de rolamento.

Edilayne Martins

"Não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida." (Bob Marley)

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Últimas