Goiás e DF discutem avanços na saúde do Entorno

Representantes das secretarias de saúde e Ministério Público reuniram-se para discutir o atendimento na região. A iniciativa promoverá a elaboração de um termo de cooperação técnica para promoção de ações conjuntas na área da atenção, vigilância e regulação em saúde na região. Goiás e DF debatem com Ministério Público dos dois estados estratégias para melhorar serviços de saúde na região do Entorno

Fotos: Irom Braz.  

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), participou nessa quinta-feira, (06/10), em Brasília, de uma reunião com a Secretaria de Saúde do Distrito Federal e com Ministérios Públicos do Estado de Goiás (MPGO), do DF e dos Territórios (MPDFT), para discutir estratégias que promovam avanços na saúde para beneficiar os quatro milhões de moradores da região do Entorno.

A iniciativa promoverá a elaboração de um termo de cooperação técnica para promoção de ações conjuntas na área da atenção, vigilância e regulação em saúde na região. O encontro foi intermediado pela coordenadora da área da saúde do Ministério Público do Estado de Goiás, promotora de justiça Lucinéia Vieira Matos, e pela subprocuradora-geral de justiça para assuntos institucionais do MP-GO, procuradora de justiça Laura Maria Ferreira Bueno.

Marco no Entorno
A procuradora Laura Bueno destacou que o encontro foi "histórico". "Conseguimos nesse momento renovar um termo de cooperação entre o MPGO e o MPDFT para tratarmos das questões comuns em todas as áreas. A área de saúde foi escolhida como uma das nossas prioridades, além da questão da mobilidade", explicou, acrescentando que a participação do secretário da SES-GO, Sandro Rodrigues, na reunião foi "um pontapé inicial extremamente relevante".    

Sandro Rodrigues informou que serão realizadas reuniões periódicas para elaborar um plano de trabalho, que culminará no termo de cooperação que, assim que for concluído, deverá ser assinado em Goiás. "É uma necessidade que deve avançar o mais rápido possível. Temos tranquilidade para começar essa discussão, pois sempre foi uma meta nossa avançar nesse processo", afirmou, acrescentando que o Estado de Goiás dispõe de duas unidades hospitalares e uma unidade ambulatorial especializada no Entorno.

Novas unidades
Nos últimos quatro anos, o Governo de Goiás investiu na instalação da Policlínica de Formosa para dar vazão aos exames diagnósticos e intervenções de menor complexidade e, ainda, em dois grandes hospitais: o Hospital Estadual de Formosa e Hospital Estadual de Luziânia, ambos estadualizados, reformados, ampliados e modernizados para atender toda a região. Além disso, está em fase de conclusão o Hospital Estadual De Águas Lindas, obra retomada após décadas de paralisação.

Cooperação
A secretária de Saúde do DF, Lucilene Florêncio, também destacou a importância de DF e Goiás pensarem juntos nas formas de melhorar o atendimento às populações do Entorno. "As duas gestões querem trocar conhecimento para resolver gargalos para o atendimento de quatro milhões de pessoas", avaliou, exemplificando a Atenção Primária à Saúde de Goiás que "é um exemplo" e que, por conseguinte, facilita o trabalho do Complexo Regulador.

O procurador distrital do MPDFT, José Eduardo Sabo Paes, destacou que a região do Entorno precisa ter um tratamento diferenciado. "Vivemos um excelente momento, temos aqui dois secretários de Estado que têm sintonia e têm a vontade de concretizar a passos largos necessidade que são percebidas", avaliou ele.

Edilayne Martins

"Não viva para que a sua presença seja notada, mas para que a sua falta seja sentida." (Bob Marley)

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Últimas