Crianças ganham fantasias de super-heróis ao receberem alta no Hospital Estadual do Centro-Norte Goiano

  O projeto ajuda os pacientes pediátricos e as famílias na superação de traumas pós-internação 

Créditos: Divulgação HCN

As crianças que recebem alta pediátrica no Hospital Estadual do Centro-Norte Goiano (HCN), unidade da Secretaria de Estado da Saúde (SES) do Governo de Goiás, localizado no município de Uruaçu, estão sendo surpreendidas com uma celebração realizada pela equipe da unidade. Na comemoração, os pequenos são fantasiados com roupas inspiradas nos seus personagens super-heróis favoritos, brincam e celebram com a família e os colaboradores do complexo esse momento tão importante. 

A iniciativa propõe a valorização do contexto humano, pois busca incentivar os pequenos na superação das aflições e traumas que possam ter surgido no decorrer da internação, já que, muitas vezes, essa situação pode causar medo aos pacientes e seus familiares, que ficam ainda mais apreensivos quando se trata da hospitalização de crianças. “Neste momento de descontração existe somente a alegria, os pais esboçam um sorriso no rosto e começam a fotografar e brincar juntos. É realmente um momento lindo, amamos proporcionar isso”, explica Marcelo Ramos, gerente de Enfermagem da unidade.

De acordo com a coordenadora da experiência do paciente, Edvânia Gomes, a internação no caso das crianças deve ser tratada com bastante sensibilidade, pois após cinco dias na unidade os pequenos costumam ficar mais agitados. "Por isso, nós queremos que a alta deles seja alegre. Nosso intuito é gerar um momento de felicidade para que as crianças tenham uma lembrança feliz do hospital”, comenta. 

Esse foi o caso do paciente Hugo Leonardo, 6 anos, que sofreu um acidente durante uma viagem de carro com a família de Campinas (SP) ao Estado do Maranhão e foi socorrido e levado para a unidade. No ocorrido, ele e a mãe sobreviveram, mas, infelizmente, a irmã de 15 anos e o padrasto faleceram. Sensibilizados com a história do garoto, a equipe do HCN resolveu presenteá-lo com uma fantasia de Batman para celebrar sua recuperação. 

“Quando falamos da fantasia, o Hugo não via a hora de usá-la, pois ele entendeu que também foi um super-herói por ter vencido o acidente e se recuperado. Ele recebeu todos os cuidados necessários na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e conseguiu se recuperar", destacou Edvânia. 

Para a mãe do paciente, Jane Pereira da Silva, o sentimento em relação à equipe da unidade é de gratidão. “Eu só tenho a agradecer, meu filho e eu fomos bem acolhidos. As enfermeiras cuidaram dele como se ele fosse um familiar”, disse ela. 

Outra paciente surpreendida em sua alta no HCN foi Katrinny Emanuelle, de 2 anos. Após passar por uma internação devido a uma pneumonia, a pequena ganhou uma fantasia da sua super-heroína favorita, LadyBug. Além disso, para celebrar a recuperação dela e deixar o momento ainda mais lúdico e especial, colaboradores da unidade também usaram roupas de personagens do universo infantil para acompanhá-la em sua saída do complexo.

“Acredito que nós, profissionais de saúde envolvidos neste espaço e corresponsáveis no atendimento, podemos enquanto equipe multidisciplinar trazer essa alegria para as crianças e suas famílias, desmitificando o processo traumático que uma internação pode causar. Com isso é possível trazer um ambiente feliz e seguro, proporcionando um momento de felicidade para nossos pequenos pacientes. Essa iniciativa nos aproxima da comunidade, pois combinamos uma prática de cunho humanizado e participativo, beneficiando o paciente e abrindo espaço para os seus familiares”, destacou Ramos, gerente de Enfermagem que usou a fantasia de Superman para comemorar a recuperação de Katrinny. 

Outras inciativas e benefícios 

Além de ajudar na superação de traumas dos pequenos, a gestão da unidade explica que essas iniciativas que tornam o ambiente hospitalar mais descontraído também são válidas na recuperação direta dos pacientes. 

“Quando pensamos na brincadeira, nas fantasias ou nos preocupamos em ter uma brinquedoteca dentro da enfermaria, na ala de internação, nós pensamos no mundo daquele paciente. E essas iniciativas não são importantes apenas para promover o atendimento humanizado, mas são muito úteis também no tratamento para estimular o desenvolvimento das crianças”, ressalta João Batista da Cunha, diretor assistencial do hospital. 

Ele complementa: “A partir deste momento que estimulamos um determinado paciente a ir à brinquedoteca, por exemplo, estamos ajudando essa criança a se exercitar, consequentemente essa ação pode ser feita com o auxílio da fisioterapia. Então, essa iniciativa vai além de brincar”, pontua. 

Para finalizar, a direção da unidade destaca: “Nosso atendimento é humanizado e pensado no cuidado individualizado de cada paciente. Essa é uma característica muito forte e sempre presente no Hospital Estadual do Centro-Norte Goiano", complementa e encerra Getro de Oliveira Pádua, diretor-geral do Instituto de Medicina e Desenvolvimento – Imed, organização social que administra o HCN.

Assessoria de Comunicação:

Wandy Ribeiro - Telefone: 11 – 96921-2403 


Postar um comentário

0 Comentários